Cirurgia Piezoelétrica Voltar

Cirurgia Piezoelétrica

Uma novidade que está em alta na odontologia é a cirurgia óssea piezoelétrica que vem como uma alternativa às cirurgias odontológicas tradicionais. Este procedimento é indicado no caso de extrações dentárias (inclusive os sisos), cirurgias de enxerto ósseo para a reconstrução dos tecidos perdidos, plastias ósseas, remoção e enucleação de cistos, remoção de grande quantidade de tártaro, apicectomia para tratamentos na raiz dentária e em implantes.


A vibração ultrassônica da ponta ativa do aparelho (osteótomo) promove um efeito cavitacional, que é potencializado pelo spray de soro fisiológico utilizado para irrigar e resfriar a região da incisão óssea. Essa irrigação gera um campo cirúrgico limpo (livre de sangue), de fácil visualização e isento do risco de necrose do osso por aquecimento e diminuindo os desconfortos pós-operatórios, como edema, dor e tempo de recuperação.


A tecnologia Piezoelétrica permite cortes ultrassônicos extremamente precisos e milimétricos sem o uso de brocas, tudo com a grande vantagem de não atingir nervos, que podem causar paralisia facial (parestesia), pois uma vez em contato com tecidos moles, o dispositivo de corte tem sua atividade diminuída ou cessada, preservando totalmente a integridade de vasos e nervos, muitas vezes comprometidos ao utilizar as convencionais brocas.


A cirurgia óssea piezoelétrica veio para facilitar a prática clínica e melhorar o conforto trans e pós-cirúrgico do paciente.